ÚLTIMAS
recent

Gripe aviária atinge área central dos Estados Unidos

EUA confirmaram infecção de uma cepa de vírus da gripe aviária em aves no Kansas.
Gripe aviária atinge área central dos Estados Unidos
EUA confirmaram infecção de uma cepa de vírus da gripe aviária em aves no Kansas.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) confirmou a infecção de uma cepa de vírus da gripe aviária em aves no Kansas, região central dos EUA, o primeiro caso em uma rota de pássaros migratórios que atravessa centro do país.

O USDA identificou a cepa H5N2 da gripe aviária em um bando de galinhas e patos de quintal em Leavenworth County, no Kansas, de acordo com um comunicado divulgado na sexta-feira. Este é o primeiro caso na rota migratória Central, que se estende de norte a sul, de Montana ao Texas. A mesma cepa do vírus, mortal para essas aves, foi encontrada em criações comerciais de peru em Minnesota, Missouri e Arkansas, em uma rota migratória vizinha chamada de Mississippi.

Segundo a revista britânica Nature, o segundo surto da gripe aviária H7N9 na China, uma das derivações que acaba de atingir os EUA, pode ter potencial para se transformar em uma pandemia, a menos que se estabeleçam as medidas de controle necessárias.

A nova epidemia do vírus, que causou mais de 100 mortes entre humanos, se espalhou através dos mercados de aves vivas da China e, por isso, poderia se estender para outros países caso não haja iniciativas para combatê-la. O estudo, liderado por Yi Guan, da Universidade de Hong Kong, identificou um grande número de variantes genéticas nos frangos de criadouros em todo país, provavelmente devido ao movimento das aves nas rotas comerciais.

– O H7N9 é um novo tipo da gripe aviária gerada por uma recombinação entre os vírus dos patos domésticos e os da gripe H9N2 que circulavam nos frangos – explicou o cientista.

O segundo surto do H7N9, que começou no final de 2013, registrou 310 contágios entre humanos e mais de 100 mortos, o que representa mais do que o dobro de vítimas em relação ao primeiro. Até o momento a gripe aviária H7N9 afeta somente a China, mas pode chegar em outros países caso as autoridades continuem permitindo a propagação

Crise igual oportunidade

Com as infecções de vírus nos EUA e na China, as exportações de carne de frango do Brasil poderão tomar o lugar no mercado internacional das vendas norte-americanas e chinesas do produto em decorrência de embargos que estão sendo impostos por conta de focos de gripe aviária em algumas regiões destes dois países. A avaliação é do vice-presidente da divisão de aves da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin.

– Uma das coisas que eu sempre digo é que a gente não comemora a desgraça alheia… mas comercialmente isso pode, sim, fazer com que o Brasil necessite suprir o produto que os Estados Unidos não poderiam entregar em alguns mercados – afirmou Santin à agência inglesa de notícias Reuters.

O Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo, seguido pelos Estados Unidos, cujas exportações estão em risco após importantes países consumidores colocarem restrições às importações do produto norte-americano devido a uma forma virulenta da gripe aviária ter sido encontrada no coração da região avícola do país.

No passado, as exportações brasileiras de carne de frango foram beneficiadas por ocorrências de gripe aviária em várias partes do mundo. Santin disse que, além dos EUA, outros países como a Alemanha e a China registraram focos da doença recentemente, o que pode também favorecer as vendas do Brasil.

– Isso será uma oportunidade para a carne de frango do Brasil, como também (venda) de material genético – concluiu.

Fonte da Notícia: MidiaMax
Notícias Atuais

Notícias Atuais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Voltar ao Topo
Tecnologia do Blogger.