ÚLTIMAS
recent

Calibrar os Pneus com Nitrogênio tráz Economia

O nitrogênio saiu dos pneus dos aviões e vem sendo usado nos carros comuns
Calibrar com Nitrogênio : 
O nitrogênio saiu dos pneus dos aviões e vem sendo usado nos carros comuns. Mas vale a pena trocar o ar comprimido por ele? Depende. Existem duas vantagens no uso de nitrogênio puro em vez de ar comprimido ﴾lembre‐se: o ar já é composto por aproximadamente 78% de nitrogênio﴿ para calibrar os pneus. A primeira é que há menos vazamento com o passar do tempo, devido ao maior tamanho de suas moléculas em relação ao oxigênio.

Como estar com a pressão correta garante que seu pneu dure o máximo tempo possível e economiza combustível, parece uma vantagem importante. Porém, contanto que a pressão esteja correta, não interessa se você está usando ar comprimido ou nitrogênio, então o mais importante continua sendo conferir a calibragem dos seus pneus periodicamente ﴾a cada 30 dias, por exemplo﴿.

Veja também Nova regra para troca de extintores faz produto sumir das prateleiras.

A segunda é que o nitrogênio permite diminuir ou eliminar a umidade no interior do pneu, o que ajuda a diminuir a variação da pressão devido às mudanças de temperatura no mesmo, além de evitar a eventual oxidação da parte interna da roda. Para muitos especialistas, no entanto, esse efeito seria muito pouco notável dentro das variações de temperatura e tempo de uso de pneus e rodas de um carro (ao contrário de, por exemplo, aviões, que rotineiramente utilizam nitrogênio em seus pneus).

Mas se, por menor que seja a diferença, o nitrogênio é melhor que o ar comprimido, por que não usá-lo? Primeiro, o custo: como envolve um processo e equipamentos mais complexos, é comum que postos de combustível e lojas especializadas cobrem uma taxa para encher os pneus com nitrogênio. Além disso, para garantir que o ar que porventura existia dentro do pneu foi totalmente substituído, é preciso fazer alguns ciclos de “encher e esvaziar” o pneu – nunca use uma bomba de vácuo para tirar o ar, pois corre-se o risco de causar alguma deformação que diminua a segurança do seu pneu.

No fim das contas, cabe a cada motorista avaliar esses prós e contras e decidir se o nitrogênio vale a pena para o seu caso. Mas seja qual for sua decisão, lembre-se de conferir a pressão dos seus pneus periodicamente e de ficar de olho em sinais de desgaste.

Obrigado por Visitar nosso Site Notícias Atuais

Fonte: MSN
Notícias Atuais

Notícias Atuais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Voltar ao Topo
Tecnologia do Blogger.