ÚLTIMAS
recent

Berílio o material que vai revolucionar a tecnologia do futuro

No mundo de hoje sabemos que a tecnologia não para de evoluir, o mesmo acontece com aos materiais usados para a criação e fabricação de dispositivos cada vez mais avançados. Considerado como um material do futuro por sua versatilidade, força e leveza, o "berílio" é usado para inúmeros fins, também é caro, com o preço de US$ 500 por quilo. Sua produção comercial está concentrada em poucas mãos - Estados Unidos, China e Cazaquistão - e, agora, a Rússia também quer entrar neste mercado estratégico. De acordo com um anúncio de pesquisadores da Universidade Politécnica de Tomsk, o governo russo busca a autossuficiência na produção de berílio e está desenvolvendo uma nova tecnologia para a produção do material.
O material do futuro:
No mundo de hoje sabemos que a tecnologia não para de evoluir, o mesmo acontece com aos materiais usados para a criação e fabricação de dispositivos cada vez mais avançados. Considerado como um material do futuro por sua versatilidade, força e leveza, o "berílio" é usado para inúmeros fins, também é caro, com o preço de US$ 500 por quilo. Sua produção comercial está concentrada em poucas mãos - Estados Unidos, China e Cazaquistão - e, agora, a Rússia também quer entrar neste mercado estratégico. De acordo com um anúncio de pesquisadores da Universidade Politécnica de Tomsk, o governo russo busca a autossuficiência na produção de berílio e está desenvolvendo uma nova tecnologia para a produção do material.

Leia também: A NASA descobriu acidentalmente como superar a velocidade da luz
Veja também: Em apenas 15 anos nosso cérebro será conectado à internet

A fábrica será instalada na Sibéria a um custo de U$$ 30 milhões e com início da produção comercial em 2020.
Nos últimos anos, o valor do berílio praticamente dobrou por conta do seu uso em lasers na medicina, componentes para carros e telescópios espaciais. Outras aplicações incluem equipamentos militares, como aviões não tripulados e mísseis e máquinas de raios-X nos aeroportos.

Veja também: Um lago na Sibéria pode nos revelar segredos da origem do Universo
Leia também: Cuba é o primeiro país a eliminar transmissão do VIH de mãe para filho

Quando associado ao cobre, o berílio é usado para inúmeros fins como molas, giroscópios, naves espaciais e satélites de comunicação. No fundo do oceano, invólucros de berílio e cobre protegem componentes eletrônicos que permitem que os cabos de fibra óptica funcionem com perfeição.

O site Notícias Atuais agradece a sua visita!!!
Fontes: History, Siberian Times
Crédito da Imagem: Alexey Kudenko/RIA
Notícias Atuais

Notícias Atuais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Voltar ao Topo
Tecnologia do Blogger.