ÚLTIMAS
recent

Os "Ouros" são da natação brasileira no Pan-Americano de 2015

O Brasil está fazendo bonito nesta edição dos Jogos Pan-Americanos. A natação merece destaque especial nessas conquistas. Para o atleta Thiago Pereira, esta edição trouxe ainda mais alegrias. Pereira entrou para a história do esporte ao bater o recorde e se tornar o maior medalhista da história do Pan mesmo desistindo das provas de 100m borboleta e 100m costas. Além disso, ganhou o apelido carinhoso de Mr. Pan. Mas as medalhas não param por aí.
Pan-Americano de 2015:
O Brasil está fazendo bonito nesta edição dos Jogos Pan-Americanos. A natação merece destaque especial nessas conquistas. Para o atleta Thiago Pereira, esta edição trouxe ainda mais alegrias. Pereira entrou para a história do esporte ao bater o recorde e se tornar o maior medalhista da história do Pan mesmo desistindo das provas de 100m borboleta e 100m costas. Além disso, ganhou o apelido carinhoso de Mr. Pan. Mas as medalhas não param por aí.

O último hino a tocar no Centro Aquático de Toronto foi o do Brasil. A equipe masculina formada por Arthur Mendes, Marcelo Chierighini, Guilherme Guido e Felipe França chegou ao alto do pódio na prova do revezamento 4x100m medley. O time feminino levou a medalha de bronze na mesma modalidade. Brandonn Almeida recebeu a medalha de bronze dos 1500m livre. Além dessa medalha, ele garantiu o ouro no 400m medley, prova que repercutiu após Thiago Pereira ter sido desclassificado sob a alegação de não ter tocado a borda da piscina na virada do nado peito para o nado livre. Caso a desclassificação não tivesse acontecido, teríamos dobradinha no pódio.

Veja também: Taça de Portugal penhorada por dívidas

Já que essa dobradinha não aconteceu, a prova dos 200m medley garantiu o feito. Henrique Rodrigues e Thiago Pereira levaram ouro e prata. Foi nessa prova que Pereira se igualou ao recorde de medalhas pan-americanas do cubano Érick Lopez. A equipe feminina teve Joanna Maranhão e Gabrielle Gonçalves na piscina mas não garantiu medalha. Outra dobradinha foi formada por atletas do mesmo nome. Nos 100m peito, Felipe França venceu a prova com 59s51, novo recorde pan-americano. A prata terminou com o também brasileiro Felipe Lima, com 1min00s01.

Joanna já havia conquistado a medalha de bronze nos 400m medley na quarta-feira, 15. A nadadora quebrou seu próprio recorde na prova batendo 4m38s07. O tempo anterior figurava desde as Olimpíadas de Atenas em 2004. Um dia antes, a medalhista já tinha subido ao terceiro lugar do pódio nos 200m borboleta e nos 100m livre. Etiene Medeiros repetiu o feito do mundial e garantiu a primeira medalha de ouro brasileira feminina na natação no Pan-Americano Ela saiu vencedora na prova dos 100m costas em Toronto, na noite de sexta-feira, 17. Com tempo de 59s51, recorde da competição, ela foi a única a nadar abaixo de um minuto na prova. Ela conquistou também a prata nos 50m livre.

Leia também: Corinthians tem recorde de público no Brasileirão de 2015

As mulheres estavam com tudo. No revezamento 4x200m livre, a equipe brasileira, que além de Joanna também contou com Manuella Lyrio, Jessica Cavalheiro e Larissa Martins, ficou com a medalha de prata. Já no 4x100m livre, Larrissa Martins, Graciele Herrmann, Etiene Medeiros e Daynara de Paula trouxeram o bronze para o Brasil. Na prova de 200m livre masculino, o vencedor foi João de Lucca. O nadador não só garantiu o ouro como bateu o recorde Pan-Americano  da prova com o tempo de 1m46s42. Ao seu lado no pódio estavam o argentino Frederico Grabich (1m47s62) e o americano Michael Weiss (1m47s63). Lucca quebrou o jejum de 16 anos do Brasil na prova.

Para Léo de Deus, a prova de 200m borboleta nesta edição serviu para esquecer a adrenalina da edição de 2011 quando quase perdeu a medalha por causa da touca que usou durante a prova, que estava em desacordo com os padrões estipulados. O jovem ocupou o lugar mais alto do pódio na quarta-feira, 15. Thiago Simon foi ouro na prova de 200m peito. Esse pódio contou também com a estrela da natação brasileira Thiago Pereira, que terminou a prova em terceiro lugar. Simon garantiu o novo recorde da prova  em Jogos Pan-Americanos com o tempo de 2m09s82.

Veja também: Flamengo disputa pela Taça BH de futebol em Minas Gerais

O revezamento brasileiro abriu a maratona de medalhas conquistadas por Thiago Pereira com o ouro nos 4x100m livre. A equipe campeã foi formada por Bruno Fratus, Matheus Santana, Marcelo Chierighini e João de Lucca. Pereira havia participado das eliminatórias mas não nadou a final. Chierighini já tinha garantido o bronze na prova de 100m livres. Duas pratas vieram com Bruno Fratus nos 50m livre e Guilherme Guido na prova de 100m costas. Todas essas conquistas fizeram com que o Brasil se reafirmasse como 3º colocado no quadro geral de medalhas no Pan de Toronto abrindo a vantagem de mais de 20 conquistas a frente de Cuba, número 4 no quadro geral.

O site Notícias Atuais Agradece a sua visita!!!
Fonte: TORCEDORES
Crédito da foto: Reprodução/Facebook
Notícias Atuais

Notícias Atuais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Voltar ao Topo
Tecnologia do Blogger.